Notícia

JOVENS PESQUISADORES: NATHALIA SOBRAL BEZERRA

Imagem Destacada

Natural de Recife, PE, iniciou o curso de Agronomia pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em 2008. Atuou como bolsista de PIBIC no período de 2010 à 2012 no projeto intitulado “Avaliação da disponibilidade de molibidênio para cana-de-açúcar e sua contribuição na adubação nitrogenada e fixação biológica de nitrogênio” sob a coordenação do professor Dr. Fernando José Freire. Em 2012, realizou o Estágio Supervisionado Obrigatório com o trabalho “Desenvolvimento radicular da cana-de-açúcar, avaliado pelo método do perfil” supervisionado pela professora Dra. Maria Betânia Galvão dos Santos Freire. Concluiu a graduação nesse mesmo ano com a obtenção do título de engenheira agrônoma.

Iniciou o Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo na UFRPE no ano de 2016, seguindo a linha de pesquisa de fertilidade do solo e nutrição de plantas, defendendo a dissertação “Métodos de diagnose nutricional da cana-de-açúcar fertirrigada na Paraíba” em 2018 sob a orientação do professor Dr. Fernando José Freire.

Atualmente desenvolve suas atividades como responsável pelo Laboratório de Solos da Estação Experimental de Cana-de-açúcar de Carpina na UFRPE, estimulando e participando de projetos de pesquisa de fertilidade do solo e diagnose foliar. Almeja continuar contribiundo com o setor sucroenergético com pesquisas futuras, e ampliar a formação acadêmica com o doutoramento em ciência do solo.

De acordo com Nathalia, o setor Sucroenergético é de grande importância econômica para o Brasil, e ainda necessita de pesquisas para a melhoria de produtividade da cana-de-açúcar, principalmente na região Nordeste. A diagnose nutricional de plantas permite avaliar as deficiências e/ou excessos de nutrientes, contribuindo para ajustes na adubação e melhoria da produtividade da cultura.


Comentários

Ad