Notícia

JOVENS PESQUISADORES: FELIPE MARTINS DO RÊGO BARROS

Imagem Destacada

Natural de Recife-PE, Felipe Barros ingressou na graduação em Agronomia no ano de 2011, na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Em 2012 iniciou seu primeiro estágio como bolsista de iniciação científica no Laboratório de Química Ambiental de Solos da UFRPE, onde teve a oportunidade de colaborar com o trabalho que determinou os valores de referência de qualidade para metais pesados em solos do estado da Paraíba.

Em 2013, migrou para área de fisiologia vegetal, onde atuou em pesquisas avaliando a ação de fatores abióticos de estresse em variedades de cana-de-açúcar, o que resultou no trabalhou premiado com a primeira colocação da XIV Jornada de Ensino Pesquisa e Extensão da UFRPE, da área de Ciências Biológicas, no ano de 2014. Posteriormente, deixou a iniciação científica e passou a estagiar na SC Tecnologia Agrícola, onde trabalhou na elaboração e planejamento de projetos de pesquisa e divulgação de informações técnico-científicas até o ano de 2015. Ainda em 2015, ao final da graduação, retornou para o departamento de ciência do solo da UFRPE com o objetivo de realizar seu trabalho de conclusão de curso, voltado para a linha de pesquisa em Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas, a qual pretendia seguir na pós-graduação.

Ao ingressar no mestrado no Programa de Pós-graduação em Ciência do Solo da UFRPE, foi convidado a atuar na linha de Microbiologia do Solo, e sob a orientação da Profa. Dra. Giselle Gomes Monteiro Fracetto desenvolveu a dissertação “Diversidade e abundância de bactérias totais, amônio-oxidantes e diazotróficos em solos sob sistema silvipastoril com leguminosas arbóreas”, defendida em 2018 e agraciada com o Prêmio Nordeste em Ciência do Solo na edição 2019. O trabalho aplicou técnicas moleculares, independentes de cultivo, na avaliação de comunidades de bactérias do solo relacionadas ao ciclo do nitrogênio em sistema silvipastoril. Assim, permitiu compreender o efeito desse sistema sobre a microbiota que realiza papéis fundamentais no agroecossistema, confirmando sua eficácia na melhoria da qualidade biológica do solo, podendo estimular a utilização de sistemas sustentáveis de uso do solo na pecuária.

Atualmente, Felipe Barros é aluno de doutorado no Programa de Pós-graduação em Solos e Nutrição de Plantas da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", onde desenvolve pesquisa em Microbiologia do Solo e Ecologia Microbiana.


Comentários

Ad